Samuel Remédios confirmou este domingo, 11 de fevereiro, em Pombal, as expectativas que criadas na primeira jornada de Campeonatos de Portugal, conseguindo 5980 pontos e batendo por 50 pontos o recorde de Portugal do Heptatlo, que pertencia ao seu treinador, Mário Aníbal, que era recordista de Portugal do Heptatlo desde 11 de fevereiro de 1993, quando faltavam a Samuel Remédios 13 dias para completar o primeiro aniversário. Depois disso, Mário Aníbal bateu o recorde de Portugal por mais cinco vezes. A marca que vigorava nas listas como a melhor de sempre, 5930 pontos, foi obtida em Gent, na Bélgica, a 26 de fevereiro de 2000.
 

Hoje em Pombal, Samuel abriu da melhor forma, com 7.98 segundos nos 60 metros barreiras, deixando antever que estava nos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta não só para conquistar o seu quarto título, foi campeão em 2014, 2015 e 2016, mas também para reclamar o Recorde de Portugal de Heptatlo. No sempre complicado salto com vara, Samuel não facilitou e voltou a ganhar pontos ao Recorde de Portugal, terminando com 5.00 metros, para terminar a competição com 2:57.33 minutos nos 1000 metros, que a par do Lançamento do Peso, foram as provas onde não fez melhor que o parcial do anterior recorde.
 

Com este resultados, o atleta da Juventude Vidigalense ascende à 9ª posição do Ranking Mundial da especialidade, aumentando as possibilidades de qualificação para o Campeonato do Mundo de Pista Coberta, que decorre em Birmingham, na Grã-Bretanha, de 1 a 4 de março.
 

“Sinto-me muito feliz, mas não acabei da melhor maneira, uma marca nos 1000 metros na casa dos 2:48 minutos estava ao meu alcance e deixava-me como líder mundial, mas estou felicíssimo por ter batido este recorde que pertencia ao meu treinador. Quero também agradecer ao meu clube, à Juventude Vidigalense, que durante estes dois foi incansável no apoio, conforme se pôde ver na bancada.”, referiu Samuel Remédios no final da sua prova.
 

Já com o passaporte carimbado para os Mundiais de Birmingham, Tsanko Arnaudov do Benfica foi o vencedor do Lançamento do Peso, conseguido 20.57 metros como melhor registo, com os outros dois ensaios válidos do concurso acima de 20.20 metros, 20.23 metros no segundo e 20.46 metros no quinto. Marco Fortes do Sporting foi segundo classificado com 17.35 metros e Luís Melo do Juventude Ilha Verde terceiro com 15.84 metros.
 

No Triplo Salto feminino, foi Lucinda Gomes do Sporting quem aproveitou as ausências de Susana Costa e Patrícia Mamona, que em conjunto têm 13 títulos nacionais de Pista Coberta nos últimos 14 anos. Lucinda Gomes deixou para o derradeiro ensaio do concurso o salto de 13.14 metros que lhe valeu o título, relegando para a segunda posição a sua colega de equipa Evelise Veiga, que com 13.12 metros, também no último ensaio, ficou a 2 centímetros do primeiro lugar do pódio, que ficou completo com Shaina Mags do Braga com 13.01 metros.

 

No salto em comprimento masculino, Miguel Marques do Sporting venceu com 7.57 metros, seguindo-se Bruno Costa também do Sporting com 7.46 metros e Tiago Pereira do Benfica com 7.45 metros.
 

No salto em altura masculino Paulo Conceição do Benfica venceu com 2.13 metros, com Marcos Maio do CAOV a ser segundo com 2.07 metros.
 

Nos 200 metros Lorene Bazolo do Sporting venceu em femininos com 24.15 segundos, enquanto no setor masculinos Frederico Curvelo do Benfica venceu com 21.43 segundos.
 

Nos 800 metros femininos Cátia Azevedo do Sporting venceu com 2:13.53 minutos, enquanto em masculinos a vitória sorriu a João Fonseca do Benfica com 1:50.60 minutos.
 

Continuando no meio-fundo, Sara Moreira venceu os 3000 metros em 9:16.44 minutos, conseguindo o seu sétimo título de Campeã de Portugal de 3000 metros em Pista Coberta, ao quais junta mais dois nos 1500 metros. Na mesma distância mas no setor masculinos Nuno Lopes também do Sporting foi o mais rápido, terminando em 8:18.51 minutos.
 

Nos 60 metros barreiras Olímpia Barbosa do Sporting venceu em femininos com 8.58 segundos, enquanto em masculinos Rasul Dabó do Sporting igualou Rui Palma no número de títulos de campeão de Portugal (7), ameaçando a liderança de João Lima que soma 8 títulos indoor. Rasul terminou em 7.92 segundos, batendo Hélio Vaz do Benfica por apenas dois centésimos.
 

Nos 4x400 metros o Sporting venceu em femininos com 3:51.71 minutos e em masculinos com 3:18.86 minutos.
 

No Pentatlo a júnior Bárbara Silva do Jardim da Serra venceu com 3462 pontos, Carolina Ribeiro do GA Fátima foi segunda com 3385 pontos e Cláudia Rodrigues do ACR Senhora do Desterro terceira com 3375 pontos.
 

Resultados completos

 

Partilhe!