Dulce Félix voltou este domingo, 2 de dezembro, a correr a mítica distância da Maratona. Depois de um período afastada da distância para ser mãe, a atleta do Benfica concluiu a Maratona de Valência na 5ª posição, com o tempo de 2:25:22 horas, a apenas 6 segundos do seu recorde pessoal na distância.
 

Esta marca deixa a atleta portuguesa em excelente posição tendo em vista a participação no Campeonato do Mundo de Atletismo, que decorre em Doha, no Qatar, de 28 de setembro a 6 de outubro.
 

Também em Valência, o individual Nuno Lopes tornou-se no português mais rápido na distância em 2018, correndo os 42,195 metros da prova em 2:16:39 horas.
 

Nos Paralímpicos, Manuel Mendes gastou 2:41:20 horas para completar a Maratona de Valência, marca que lhe permite a qualificação para a Taça do Mundo de Maratona IPC, que decorre em Londres no próximo mês de abril.
 

Também na Maratona, mas em Macau, a individual Vera Nunes foi 6ª classificada com 2:42.03 horas, enquanto João Antunes do CD São Salvador do Campo foi 8º classificado com 2:31.36 horas.
 

Na Meia-Maratona de Macau, António Pedro Rocha  da ARC Águia de Alvelos foi terceiro nos homens com 1:07:59 horas, enquanto Carla Martinho do RD Águeda repetiu a mesma classificação na corrida feminina com 1:17:30 horas.

A eterna Rosa Mota, convidada para estar em Macau enquanto embaixadora Antidoping, correu a Mini Maratona, numa distância de 5,2 km, e aos 60 anos venceu com 22:02 minutos.


Foto: Ricardo Ribas e Dulce Félix