Ela completou o pentatlo com 3697 pontos, ele recuperou o atraso do primeiro dia e somou 5470 pontos, recorde pessoal

 

Fotos: Edgar Campre e Marisa Vaz de Carvalho (de Telmo Abreu /ADAL / FPA)

 

Tal como há um ano, a prova de 1 000 metros decidiu o campeão de Portugal de Heptatlo, de novo com os mesmos protagonistas. Depois de uma primeira jornada de bom nível, Manuel Dias, do União de Tomar, começou o dia de hoje com recorde pessoal nos 60 metros barreiras (8,49 segundos), mas não conseguiu fazer melhor que 4,36 metros no salto com vara, hipotecando aí a possibilidade do seu terceiro título consecutivo. Ainda fez melhor nos 1 000 metros do que há um ano (2.39,48 minutos), mas desta vez Edgar Campre (que perdera há um ano por dois pontos) conseguiu superar-se.

 

Fazendo 8,21 segundos nas barreiras, o benfiquista deu o mote, passou 4,66 metros no salto com vara e nos 1 000 metros terminou em 2.47,27 minutos, para somar 5470 pontos, mais 53 pontos que Manuel Dias (5417 pontos), sagrando-se assim campeão de Portugal e de Esperanças. No terceiro lugar ficou André Oliveira (J. Vidigalense), com 4781 pontos.

 

Já a prova de pentatlo decorreu numa jornada de domingo, com Marisa Vaz de Carvalho (SL Benfica) a mostrar a sua superioridade vencendo em quatro das cinco provas (apenas superada no salto em altura, por Jennifer Gomes), com parciais de 8,66 segundos nos 60 metros barreiras, passando 1.54 metros em altura, lançando o peso a 13,05 metros, saltando 5,42 metros no comprimento, e fechando os 800 metros em 2.34,19. Estas prestações totalizaram 3697 pontos, a soma mais baixa dos seus três títulos (4064 pontos em 2017, quando ainda era júnior; 3820 pontos em 2019). Ao título de campeã de Portugal juntou o título de Esperanças.

 

Na segunda posição ficou Jennifer Gomes (Grecas), a campeão em 2020, que agora somou 3351 pontos (parciais: 9,25 - 1.60 - 9.95 - 5,41 - 2.41,37). No terceiro posto ficou Raquel Lourenço (J. Vidigalense), com 3166 pontos (parciais: 8,84 - 1.48 - 8.28 - 5,32 - 2.41,28).

 

Nas provas de preparação, no lançamento do peso feminino, triunfo de Francislaine Serra (Sporting de Braga) que alcançou o16,87 metros, enquanto Eliana Bandeira chegou aos 16,36. Em masculinos, triunfo de Daniel Santiago (Sporting), com 16,51 metros.

 

Recorde Mundial de Miguel Monteiro no peso

 

 

Ainda nas provas de preparação, Miguel Monteiro (categoria F40) bateu o recorde do mundo do lançamento do peso (atletismo adaptado) alcançando a marca de 11,01 metros. O atleta do Casa do Povo de Mangualde, de 20 anos de idade, da categoria F40 (baixa estatura), superou o anterior recorde (10,88 metros) que pertencia a dois atletas: ao iraquiano Garrah Tnaiash,que alcançou essa marca em Jakarta, Indonésia, a 10/10/2018, e a Denis Gnezdilov (Rússia), que igualou a marca em 14/11/2019, no Dubai, Emiratos Árabes Unidos. 

 

 

Recorde de Portugal de Leandro Ramos

 

Em Lisboa, como noticiámos anteriormente, Leandro Ramos bateu o recorde de Portugal ao lançar o dardo a 78,44 metros, superando o seu anterior recorde, que datava de 2019.

Excelente concurso de Leandro Ramos (Sport Lisboa e Benfica), no lançamento do dardo nas provas de preparação no CAR Jamor. Ao último ensaio, o benfiquista conseguiu o lançamento recorde (78,44 metros), a culminar uma série excelente: abriu com 74,72 metros, melhorou depois para 75,18 m, e depois fez, sucessivamente, 74,05, 72,99 e 73,01, antes do recorde!

 

Com este resultado, o benfiquista confirma a marca de qualificação internacional para os Europeus sub23 (72,00 metros), enquanto cimenta «a confiança no trabalho feito para tentar atingir outros patamares», concluiu o atleta que, nesta fase ainda inicial da época, ascende ao sétimo lugar mundial (quinto europeu).

 

Na mesma prova, Francisco Fernandes (Casa do Benfica de Faro) bateu o seu recorde pessoal ao lançar a 62,51 metros.

 

Ainda em Lisboa, no lançamento do peso, triunfo para Francisco Belo (Benfica), com um único ensaio válido a 20,48 metros, à frente do seu colega de equipa Tsanko Arnaudov (19,22 m).

 

Poucos destaques em Braga

 

No Torneio de Preparação em Braga, nas provas masculinas, registem-se os triunfos de Ivo Tavares, Benfica, com 7,51 metros em comprimento; Tiago Santos, Grecas, com 8,96 segundos nos 60 metros barreiras; Adriano Lopes, Sporting de Braga, com 16,65 m no lançamento do peso; João Peixoto, Sporting de Braga, que correu os 400 metros em 49,32 segundos; Rogério Amaral, Sobral de Ceira, com 3.51,87 minutos nos 1500 metros; e Tomás Dinis, Sporting, com 15,16 metros, no triplo salto.

 

Nas provas femininas, triunfos de Sara Duarte, do São João da Serra, nos 1500 metros, com 4.34,84 minutos; Ana Oliveira, GA Fátima, no triplo salto com 13,10 metros, à frente de Catarina Queirós, Jardim da Serra, que saltou 12,85 metros; da júnior Maria Santos, CF Oliveira do Douro, que venceu os 60 metros barreiras em 8,95 segundos; e Beatriz Gameiro, Sporting, com 57,93 segundos aos 400 m.

 

Rivinilda na final C dos 200 metros em França

 

Uma última palavra para Rivinilda Mentai, que correu os 200 metros em 24,60 segundos, no decorrer da final C dos Campeonatos de França.