Atleta do Sporting com melhor marca nacional do ano no triplo salto, enquanto Carlos Nascimento igualou recorde pessoal nos 60 metros

 

Boa prestação dos atletas portugueses no Meeting de Madrid em pista coberta, o último do World Indoor Tour da World Athletics. No triplo-salto, no seu quarto ensaio, Patrícia Mamona conseguiu alcançar os 14,21 metros, melhor marca nacional, demonstrando melhoria gradual de forma (há uma semana saltara 14,03 metros), mantendo-se no top’3 europeus (a par de Ana Peleteiro, que hoje perdeu com a portuguesa).

 

A sportinguista, ultrapassada pela norte americana Tori Franklin (14,22 metros) no último ensaio, ainda passou mais duas vezes os 14 metros: 14,14 m ao primeiro ensaio, 14,11 m no quinto ensaio.

 

Em excelente momento de forma, Carlos Nascimento foi a Madrid correr os 60 metros, terminando em quarto lugar na final da prova, com o registo de 6,63 segundos, igualando o seu recorde pessoal, que data de 2016. O vencedor foi Arthur Cisse (Costa do Marfim) em 6,59 segundos.

 

Registe-se, neste meeting, o recorde mundial alcançado pelo norte americano Grant Holloway nos 60 metros barreiras ao registar 7,29 segundos.

 

Sportinguistas em Belgrado

 

Entretanto, em Belgrado (Sérvia) competiram duas atletas, as sportinguistas Evelise Veiga, no salto em comprimento, e Cátia Azevedo, nos 400 metros.

 

A quatrocentista terminou em quinto lugar (no conjunto das duas séries) com a marca de 54,32 segundos. Triunfou a romena Andrea Miklos em 52,54 segundos.

 

A saltadora terminou no mesmo ponto classificativo (quinta), com a marca de 6,39 metros, vendo a servia Ivana Spanovic triunfar com a marca de 6,70 metros.

 

Foto Marcelino Almeida / FPA