Missão cumprida para Sara Moreira, na improvável maratona, que se correu hoje no Aeroporto de Twente, nos Países Baixos. A atleta do Sporting Clube de Portugal conquistou, com a brilhante marca de 2h26m42s, a sétima melhor de sempre entre as portuguesas, a tão desejada marca de qualificação para a Maratona dos Jogos Olímpicos de Tóquio, este verão, com vista a carimbar a sua quarta presença na competição das competições.

 

Sara Moreira fez uma prova consistente, mantendo-se sempre nos seis primeiros lugares, para a partir do quilómetro 25 começar a escalar até aos lugares cimeiros, conseguindo, na viragem para a última volta do percurso, assegurar a prata e deixar para trás as alemãs Rabea Schöneborn (3.ª) e Laura Hottenrott (4.ª), que lideravam prova ganha por Katharina Steinrück em 2h25m29s, recorde pessoal.

 

 

No final, visivelmente emocionada, Sara Moreira destacou que, “olhando para o que foi o ano de 2020, com as adaptações que foi preciso fazer” e para tudo o que passou nos últimos tempos, “a conquista de hoje teve um sabor a vitória”. Foram oito voltas que redirecionaram a atleta de Santo Tirso para o caminho das medalhas. “O objetivo de hoje, quando parti, era conseguir a marca de qualificação. Na primeira parte acompanhei a lebre que ia para 2h27m e, apesar das boas sensações, ainda receei estar a exagerar, mas decidi aguentar até ao fim. Sofri muito nos últimos três, quatro quilómetros, mas aí o coração levou-me e o segundo lugar na entrada para a última volta fez-me aguentar até ao fim. Hoje levei comigo muita força das pessoas que me são queridas, que sempre me apoiaram e que torcem por mim: a minha família, o meu treinador, os meus amigos”, descreveu Sara Moreira, que agora só já tem em mente “trabalhar para uma boa prestação em Tóquio”.

 

A competição masculina confirmou o favoritismo do recordista do mundo da distância (e primeiro homem a percorrer os míticos 42,195 km abaixo das 2h00, ainda que oficiosamente), o queniano Eliud Kipchoge. O vencedor terminou com a marca de 2h04m30s, deixando para trás o seu compatriota Jonathan Korir, com o tempo de 2h06m40s, e o eritreu Goitom Kifle, com 2h08m07s.

 

Os resultados completos podem ser consultados em https://nnmission.r.mikatiming.de. Já a prova, pode ser revista em NN Mission Marathon - YouTube.