Etson Barros (3000 m obstáculos), Gerson Baldé e Gonçalo Veloso (altura) seguem em frente

 

Etson Barros apurou-se para a final dos 3000 metros obstáculos nos Europeus Sub20, que decorrem em Boras, na Suécia. O português foi segundo classificado na sua meia-final, com 9.03,70 minutos.

 

No final da sua prova, Etson Barros referiu que «esta primeira prova correu bem, senti-me confortável - mas tentei poupar alguma energia para a final, sem deixar que os adversários chegassem perto demais. Agora, preciso descansar para final [domingo, às 14.54 h] e esperar por um lugar no pódio».

 

Nesta disciplina, também participou Diogo Rosário, que terminou em 23º da geral (9.28,06 minutos).

 

Outro momento alto da manhã surgiu na qualificação do salto em altura, com o feito inédito de dois portugueses atingirem a final da prova, com Gerson Baldé e Gonçalo Veloso, igualados no primeiro lugar da geral, com 2,09 metros. A final realiza-se no domingo às 15.12 horas. No final da sua qualificação, os dois atletas mostravam-se satisfeitos. Gerson Baldé, sintetizou: «sinto-me bem, são os meus primeiros campeonatos e passar à final, assim logo à primeira, sem derrubar as fasquias é um grande orgulho». Já Gonçalo Veloso foi mais expansivo: «Já contava passar à final, sobretudo com os treinos que tenho feito. Sinto que estou no pico da minha forma. Ter dois portugueses na final é bom, porque motivamo-nos sempre um ao outro, como nos últimos campeonatos de pista coberta. Somos como irmãos, irmãos do salto em altura».

 

Nos 400 metros barreiras masculinos, Paulo Soares ficou na primeira ronda, com a marca de 53,91 (20º na geral), enquanto em femininos, Juliana Guerreiro foi15ª com 60.53 segundos foi a primeira das não apuradas.

 

Entretanto, no decatlo, Edgar Campre que começou com 11,06 segundos nos 100 metros (v: -0,9 m/s), foi o melhor de todos no salto em comprimento, com 7,23 (v: -0,2) e fez 13,35 m no lançamento do peso, segue na quinta posição.