A equipa de Portugal para o corta-mato está pronta para Lisboa 2019

 

O Campeonato da Europa de Corta-Mato irá disputar-se pela terceira vez em Portugal. A primeira vez foi em 1997, no Cross do Jamor em Oeiras. A segunda foi em 2010, na Pista de Cross das Açoteias, em Albufeira. Nove anos depois regressa a terras lusas, desta vez em Lisboa, no Parque da Bela Vista.

 

O palco que é mais conhecido por receber o Rock in Rio Lisboa, é o cenário escolhido para a consagração dos novos campeões europeus de corta-mato e apresenta-se com um percurso exigente, com bastantes desníveis e, praticamente, zero zonas planas. É nele que os portugueses vão encontrar e defrontar os melhores atletas europeus de Corta-Mato.
Salomé Rocha e Dulce Félix, as mais experientes

 

Em termos de atleta com mais participações da equipa nacional, a líder é Salomé Rocha que irá disputar o seu 12º Europeu de Corta-Mato, o 5º na categoria principal. A sua melhor classificação foi o 9º lugar em 2013.
Nesse ano de 2013, a medalha de bronze foi Dulce Félix que disputará o seu 9º Europeu. Correu como júnior em 2000 e 2001, depois esteve presente na categoria principal de 2008 a 2013, tendo ganho 2 medalhas de prata (2011 e 2012) e 2 medalhas de bronze (2010 e 2013). 

 

Nos homens, Miguel Marques irá para a sua 7ª presença, a segunda na categoria principal. Já para André Pereira, esta será a sua 6ª presença, também a segunda como sénior.

 

Os regressos

 

Na equipa nacional há duas presenças que chamam a atenção pois regressam ao Campeonato da Europa de Corta-Mato após longas ausências.

 

Depois de 4 medalhas individuais consecutivas entre 2010 e 2013, Dulce Félix não voltou a participar nestes campeonatos, regressando agora, 6 anos mais tarde, em “casa”.

 

Por sua vez, o campeão nacional de Corta-Mato de 2018 e 2019, Rui Teixeira, volta após 8 anos (!) de ausência desta competição.

 

Regressam também Hugo Almeida (após 2 presenças 2016 e 2017) e os sub-23 Jorge Moreira (júnior em 2015 e 2016) e Filipe Vitorino (júnior em 2016 e 2017).

 

Apenas 16 repetem Tilburg’18

 

Apenas 16 dos 37 atletas que representaram Portugal no Parque da Bela Vista correram em Tilburg no ano passado.

 

As 9 mulheres são Salomé Rocha (28º em 2018), Susana Francisco (na estafeta mista em 2018 correrá na categoria principal em 2019), Patrícia Silva (júnior em 2018, irá correr na estafeta mista), Salomé Afonso (repete o lugar na estafeta), Beatriz Rodrigues (passa de júnior a sub-23 face a 2018), Manuela Martins e Lília Martins (mantêm-se sub-23), e Mariana Machado e Lia Lemos (mantêm-se juniores).

 

Os 7 homens que estiveram em Tilburg e competirão este ano, são André Pereira e Miguel Borges (nos seniores), Isaac Nader (passa de júnior a sub-23), Ricardo Ferreira (mantém-se sub-23), e os três repetentes no escalão júnior: Nuno Pereira (Campeão Europeu de juniores de 1500m), Miguel Ribeiro e Duarte Gomes.

 

Estreias

 

Se, como já vimos, 16 é o número de repetentes face a Tilburg’18, é uma coincidência ser também 16 o número de atletas que fazem a sua estreia nesta competição.

 

No Parque da Bela Vista, dois homens fazem a sua estreia logo no escalão principal. Luís Saraiva e Paulo Barbosa, aos 26 e 25 anos respetivamente, chegam à equipa nacional de corta-mato.

 

No escalão de juniores, onde é natural haver uma maior renovação, existem 7 estreantes. As 4 juniores que se estreiam em Europeus de Corta-mato são Bárbara Neiva, Mónica Silva, Cátia Pereira, Camila Pereira. Os juniores são Etson Barros (medalha de bronze nos 3000m obstáculos no Europeu de Juniores), Rúben Amaral e Miguel Moreira.

 

No escalão de sub-23 estreiam-se Alexandre Figueiredo, Cristiano Borges, Joana Ferreira, Sara Duarte e Sara Monteiro.

 

Estreiam-se ainda os meio-fundistas Paulo Rosário e Luís Monteiro que participarão na Estafeta Mista.
 

 

Texto: Rafael Lopes para a Comunicação da FPA

 

AnexoTamanho
PDF icon selecao_euro_2019_Final.pdf5.54 MB